Não deixe sua empresa fora do ar, use ferramentas adequadas

Créditos: Freerange Stockand
Créditos: Freerange Stockand

Cada vez mais as pessoas tem se surpreendido com os constantes bloqueios de aplicativos como o WhatsApp. Conforme nota do Ministério Público Federal podem haver novos bloqueios de aplicativos e redes sociais pertencentes a empresa Facebook Serviços On-line do Brasil Ltda. , devido ao descumprimento de ordem judicial. De um lado temos o pedido de quebra de sigilo por parte do judiciário, de outro temos a empresa informando que tal quebra não é possível.

Mas por quê isso ocorre? Isso ocorre primeiro porque a a empresa não armazena nenhuma mensagem (uma vez recebida pelo destinatário, a mensagem é apagada dos servidores do WhatsApp), e em segundo, devido a criptografia ponta-a-ponta, conforme explica a empresa, as mensagens trocadas entre os usuários não são acessíveis por ninguém nem mesmo pelo WhatsApp:

A criptografia de ponta-a-ponta do WhatsApp assegura que somente você e a pessoa com que você está se comunicando podem ler o que é enviado e ninguém mais, nem mesmo o WhatsApp

Deste modo, não há como o aplicativo cumprir com os constantes pedidos da justiça de quebra do sigilo entre as mensagens trocadas, o que vem resultando em constantes bloqueios.

O grande fator é que muitas empresas dependem do aplicativo para realizar vendas, contatos comerciais, essa forma de comunicação já é tão constante em nosso quotidiano, que as empresas vem utilizando cada vez mais esses aplicativos para alavancar seus negócios, como é o caso da empresa de Brasília que vende acessórios de couro pelo WhatsApp:

“Então, quando vimos que o site era uma plataforma consolidada, passamos a buscar outro meio de inovação, e conseguimos fazer isso com o WhatsApp”

Certamente você conhece empresas, comerciantes, restaurantes que vem utilizando essa ferramenta de forma comercial, e isso representa não só um meio de aproximar cliente -empresa  mas um canal importante de  vendas. Pensando nisso, atento as necessidade das empresas que o fundador do Fred Alfred Reinold Baudisch criou a primeira versão dos robôs de WhatsApp:

O Fred teve seu início no aplicativo WhatsApp, seu funcionamento era um robozinho para comprar e vender qualquer coisa, porém conforme anunciado tempos depois pela própria WhatsApp Inc., não há qualquer intuito de abertura da plataforma de modo comercial para integradores externos e chatbots. Assim, foi necessária a criação de uma plataforma ideal para relações profissionais e comerciais.

O FredApp busca a mesma simplicidade de comunicação já utilizada por usuários do WhatsApp, mas com características e funcionalidades adicionais para a realização de atendimentos e transações comerciais.

Mas e a questão da criptografia e segurança? Preocupado com todos os aspectos que podem afetar um canal de negócios, e ainda para garantir total segurança entre empresa-cliente, o FRED desde o seu início prima pela armazenagem das mensagens trocadas. Isso significa que não é seguro trocar mensagens pelo FredApp? Pelo contrário, suas mensagens vão ser armazenadas com segurança e padrão militar, de modo que somente as partes vão ter acesso. Sabe quando a atendente de telemarketing diz: “por motivos de segurança esta ligação está sendo gravada”? A premissa é a mesma, para garantir transparência nas transações e atendimentos.

FredApp é o aplicativo oficial dos negócios!

OBSERVAÇÃO: O FredApp é apenas uma das plataformas do ecossistema de plataformas FRED. O ecossistema FRED contém diversas plataformas voltadas para chatbots, atendimentos e transações, incluindo um montador visual de chatbots para Facebook Messenger e outros mensageiros!


Ficou interessado? Quer 

GOSTOU DO CONTEÚDO?
Receba nosso conteúdo semanalmente por email!
Odiamos SPAM! Seu email nunca será compartilhado.