Mark Zuckerberg usa inteligência artificial para criar seu próprio mordomo virtual

zuckerberg_jarvis

Inspirado no filme Iron Man – O Homem de Ferro, o fundador do Facebook Mark Zuckerberg criou seu próprio robô – mordomo o “Jarvis”, um sistema doméstico que utiliza a inteligência artificial para automatizar tarefas.  Em sua página pessoal Zuckerberg detalha como foi a criação e mecanismos de funcionamento. Os meios de interação são: um chatbot do Messenger, um aplicativo para iPhone que entende comandos de voz e a câmera na porta de entrada de sua casa.

15591179_10103347986300411_2605551985241785524_o

Zuckerberg relata que a maior dificuldade foi conectar os aparelhos com a AI, tendo em vista que muitos não estão preparados para tal automatização:

Para que assistentes como Jarvis possam controlar tudo nas casas das pessoas, precisamos de mais dispositivos para serem conectados e a indústria precisa desenvolver APIs e padrões comuns para que os dispositivos conversem entre si.

O sistema utiliza linguagem natural, inicialmente foi projetado para receber comandos de texto, agora com comandos de voz há a interpretação e transcrição de tais comandos, nas suas palavras:

Começou simples procurando por palavras-chave, como “quarto”, “luzes”, e “on” para determinar eu estava dizendo para ligar as luzes no quarto. Tornou-se rapidamente claro que precisava aprender sinônimos, como que “sala de família” e “sala de estar” significam a mesma coisa em nossa casa. Isso significava construir uma maneira de ensinar novas palavras e conceitos.

Em seu Facebook Zuckerberg postou um vídeo, onde faz algumas brincadeiras com o seu Jarvis:

 

GOSTOU DO CONTEÚDO?
Receba nosso conteúdo semanalmente por email!
Odiamos SPAM! Seu email nunca será compartilhado.