Chatbots – a revolução que os pequenos negócios estavam esperando

Créditos: Freerange Stockand
Créditos: Freerange Stockand

Pesquisas mostram que aplicativos de mensagens de texto são os mais utilizados no mundo, em comparação com todos os outros aplicativos. Quer saber por quê?

Uma palavra: “conveniência”. Conveniência de se comunicar sem conversa fiada ou perturbação real. Conveniência de se comunicar enquanto realiza outras tarefas. Conveniência de economia de tempo e dinheiro. Conveniência de ser capaz de compartilhar imagens, contatos, localização e muito mais. Assim, uma grande quantidade de donos de pequenas empresas tenta vender seu produto com a ajuda do WhatsApp e outros aplicativos de mensagens. A única desvantagem deste meio de vendas é o tempo gasto interagindo com inúmeros clientes e a dificuldade em ajudá-los a fazer uma escolha com base em suas preferências passadas e necessidades atuais. Como você pode lembrar de tudo isso? Afinal, você é humano!

Aqui é onde chatbots entram em jogo. Com chatbots, compras através de mensagens vão ser uma virada de jogo revolucionária para os pequenos empresários.

O que é um chatbot?

Um Chatbot é capaz de ter respostas textuais ou auditivas prontas que imitam uma conversa em linguagem natural (quero dizer, quase natural). Ele pode conversar com consumidores reais e ajudá-los a tomar decisões de compra em tempo real, desde a escolha até o pagamento.

Querendo saber se ele vai ser eficaz?

Eu digo sim! Um grande “SIM!”

Meu SIM é baseado em experiência real, trabalhando com centenas de proprietários de pequenas empresas, de vários segmentos e origens. Percebi que quando se trata de vender seu produto a principal questão que enfrentam é de prazos pequenos e baixos orçamentos de marketing. Isto porque quando há duas ou três pessoas na gestão de uma empresa, ajudando cada um deles a tomar uma decisão de compra ou interagindo com os clientes e respondendo às suas perguntas torna-se um trabalho muito tedioso e repetitivo.

Assim como nós percebemos que a Siri não é uma pessoa real, às vezes consideramos “ela” como um ser real, especialmente quando ela está tentando ser engraçada ou chata. Isso é porque ela “fala” como uma pessoa. Se nosso problema for solucionado rapidamente e de forma satisfatória, do que importa se estamos interagindo com um programa de software ou um ser humano real?

Isso mostra que desde que as informações sejam corretas e precisas, a diferença entre o o contato humano ou uma conversa com um robô parece sem importância. Por outro lado, um longo tempo de espera em call center e a incapacidade de se conectar de forma eficaz com as empresas, pode deixar o cliente frustrado e impotente.

Quando “chatbots” conversam diretamente com seus clientes, eles identificam palavras-chave a partir das pesquisas do cliente e fornecem múltiplas respostas rápidas e contextuais, tendo como base as preferências e as compras feitas pelo mesmo cliente anteriormente. A personalização absoluta de mensagens dá ao seu cliente a sensação de ser privilegiado. […]

Em suma, chatbots vão ser o avanço que proprietários de pequenas empresas com restrições de tempo e baixos orçamentos esperam há décadas. Vão mudar a maneira de comercializar e fechar vendas e vão mudar a forma como fazemos compras, para sempre.


Texto traduzido e adaptado: https://medium.com/@siddhesht/chatbots-the-revolution-small-business-owners-were-waiting-for-d315b184e66d#.3ax1lcy9a

GOSTOU DO CONTEÚDO?
Receba nosso conteúdo semanalmente por email!
Odiamos SPAM! Seu email nunca será compartilhado.