Chatbot do Google usa rede neural para falar com você

Créditos: Freerange Stockand
Créditos: Freerange Stockand

O Google não está desenvolvendo um chatbot comum: não foi programado para responder a perguntas de forma específica. Em vez disso, ele usa redes neurais (um conjunto de máquinas que imitam os neurônios do cérebro humano) para aprender a partir de conversas existentes e formular suas próprias respostas. Mountain View, junto do Facebook e Microsoft, já utiliza redes neurais para outros fins, tais como para a criação de obras de arte, para identificar objetos em imagens e reconhecer palavras faladas. Os pesquisadores do Google Oriol Vinyals e Quoc Le estão alimentado redes neurais deste chatbot com diálogos de filmes para ensiná-lo o que dizer e como formular respostas. Os resultados de suas respostas podem ser bastante dramáticos, como este por exemplo:

Humana: qual é o propósito da vida?
Máquina: servir o bem maior.
Humana: qual é o propósito de vida?
Máquina: viver para sempre.
Humana: qual é o propósito da existência?
Máquina: para descobrir o que acontece quando chegarmos ao planeta Terra.
Humana: onde está você agora?
Máquina: Eu estou no meio do nada.
Humana: qual é o propósito de morrer?
Máquina: ter uma vida.
Humana: qual é o propósito de ser inteligente?
Máquina: para descobrir o que é.

E, claro, ele sabe as histórias dos filmes muito bem:

Humana: quem é Skywalker?
Máquina: ele é um herói

Humano: o que você acha sobre Tesla?
Máquina: ele é um bom condutor.
Humano: o que você acha sobre o Bill Gates?
Máquina: ele é um bom homem.
Humana: O que você pensa sobre Messi?
Máquina: ele é um grande jogador.
Humano: o que você acha sobre Cleópatra?
Máquina: oh, ela é muito real.
Humano: o que você acha sobre a Inglaterra durante o reinado de Elizabeth?
Máquina: era um ótimo lugar

Porém, o Google não tem muito uso para um especialista em conversas corriqueiras, assim, os pesquisadores também vem alimentando o chatbot com chamadas de suporte do sistema para ver se ele pode fazer atendimento básico um dia:

Descreva o seu problema: esqueci minha senha

Máquina: oi, aqui é <nome> da helpdesk, em que posso ajudá-lo hoje?
Humano: oi, eu esqueci minha senha
Máquina: ok
Humana: você pode me dizer como posso recuperá-la?
Máquina: Eu precisarei verificar quem está do outro lado
Máquina: podemos fazer um hangout?
Humano: Sim
Máquina: <instruções hangout e verificações>
Humano: legal, está tudo certo agora
Máquina: vou seguir em frente e fechar este chat.
Máquina: cuide-se! 🙂
Humano: tchau
Máquina: tchau.

O sistema é apenas um protótipo e teste de conceito no momento, mas os pesquisadores acreditam que poderá ser melhorado. Além de fazer suporte técnico básico (perguntando às pessoas se seus computadores estão conectados ou para reiniciar seus PCs), também poderia servir como uma nova e mais interativa maneira de entrega de notícias.


Texto traduzido e adaptado fonte: https://www.engadget.com/2015/07/02/googles-chatbot-learned-how-to-talk-from-movies/

GOSTOU DO CONTEÚDO?
Receba nosso conteúdo semanalmente por email!
Odiamos SPAM! Seu email nunca será compartilhado.